Mineração de Criptomoedas / Um Centro de Processamento de Dados descentralizado

A mineração de criptomoedas é o processo de usar a capacidade de processamento de máquinas para processar transações, garantir a segurança da rede e manter todos os participantes do sistema sincronizados. Pode ser considerado como o Centro de processamento de dados de algumas criptomoedas, descentralizado, com recurso a mineiros dispersos pelo mundo inteiro, mas sem que nenhum em particular tenha controlo absoluto sobre essa rede.

Este processo é chamado de mineração numa analogia à mineração de ouro, na medida em que é um mecanismo temporário utilizado para a emissão de novas moedas. Porém, contrariamente à mineração de ouro, a mineração de criptomoedas prevê uma recompensa em troca dos serviços essenciais necessários para operar uma rede segura de pagamentos. Assim, a mineração continuará a ser necessária mesmo depois da última criptomoeda ser emitida, o que, no caso do Bitcoin acontecerá, teoricamente, no ano 2140.

Mas, afinal, é possível qualquer fazer mineração de criptomoedas com lucro?

Nos primeiros anos de existência do Bitcoin, por exemplo, era possível minerar com um simples computador pessoal, pois ainda não era exigido tanto poder de computação, que vai crescendo ao longo do tempo.  Assim, hoje em dia é difícil ter algum lucro minerando bitcoins com recursos computacionais escassos ou até medianos.

Respondendo diretamente à questão: sim, atualmente é possível minerar Bitcoin e outras criptomoedas e provavelmente obter lucro, nomeadamente através de cloud mining ou mineração na nuvem.

O que é Cloud Mining ou Mineração na Nuvem?

Cloud Mining ou Mineração na Nuvem, é o uso dos poderes de computação remota para extrair criptomoedas. Este modelo de mineração surge no contexto de um crescimento exponencial do grau de dificuldade de mineração do Bitcoin, que tornaram o este processo pouco rentável em ambiente caseiro devido aos custos energéticos.

A mineração na nuvem dá a oportunidade única a qualquer pessoa para começar a receber criptomoedas sem investimentos volumosos ou conhecimentos técnicos profundos. Apesar da simplicidade deste modelo, é necessário esclarecer algumas subtilezas. Em particular, note-se que existem duas modalidades de cloud mining.

Primeira modalidade: Alojamento remoto. Este método de extração da criptomoeda é conveniente para aqueles que entendem bem o processo de mineração e querem ter total controlo sobre o hardware. A desvantagem deste modelo é que requer um investimento significativo de tempo e dinheiro. O equipamento é caro e exige a compreensão das configurações da mineração.

Neste modelo, todo o hardware fica alojado num centro técnico, sendo responsabilidade do utilizador controlar o equipamento e usar a mineração à distância. A responsabilidade pela instalação e configuração da mineração é do utilizador, que paga o equipamento e a eletricidade.

Resumindo, pode dizer-se que as vantagens deste modelo consistem no controlo do processo de mineração e a posse subsequente do hardware após o fim do contrato. Como desvantagem, é preciso um investimento elevado e, assim, maior risco.

A segunda modalidade — mais acessível em termos financeiros — consiste na compra de velocidade de processamento (hashrate) disponibilizada pelo equipamento de determinada empresa mineradora, instalado num centro de dados seguro. São garantidos, também, a manutenção e funcionamento adequado dos equipamentos.

Esta segunda opção oferece uma série das vantagens importantes: não exige a necessidade de comprar equipamentos e ter preocupações com a sua entrega e montagem, incomodar-se com o seu elevado ruído de funcionamento e, ainda, pagar elevadas contas de electricidade. Mais relevante ainda, não é necessário ser-se um especialista para entender os meandros das configurações da mineração ou fazer investimentos significativos às escuras. Pode comprar-se qualquer quantidade de velocidade de processamento (hashrate), na medida das possibilidades financeiras de cada um. Desta forma, as barreiras à entrada e o risco são muito menores do que a versão com alojamento remoto.

Há diversas empresas que disponibilizam serviços de mineração na nuvem, assegurando uma ligação instantânea, acesso 24/7, de fácil operação, alto uptime (funcionamento ininterrupto) e pagamentos diários.

A mineração na nuvem é ótima para iniciantes, que querem obter rendimento através da mineração de forma simples, bem como para utilizadores avançados, que não querem lidar diretamente com os equipamentos e, assim, ter de assumir um risco significativo.

Melhores fornecedores de cloud mining ou mineração na nuvem

 

Fornecedores

 

Cloud Mining com a Genesis Mining

A Genesis Mining foi fundada no fim do ano de 2013 e, segundo a mesma, oferece uma forma inteligente e fácil de investir o seu dinheiro. O sistema de mineração de bitcoin é adequado quer para iniciantes no mundo das criptomoedas, quer para os especialistas e investidores em grande escala. A Genesis Mining é o primeiro serviço de mineração multialgorítmica na nuvem de larga escala do mundo a oferecer uma alternativa àqueles que gostariam de se envolver com mineração de bitcoin e altcoins.

Usufrua de um desconto de 3% na Genesis Mining utilizando o seguinte código no momento da finalização da compra: 6nw3a5

Consulte a seguinte ligação para obter mais informações sobre a Genesis Mining.

 

Visitar a Genesis Mining

 

Cloud Mining com a Hasflare

A HashFlare é uma subdivisão da empresa HashCoins, que desenvolve software para mineração em nuvem e assegura a manutenção dos equipamentos no centro de processamento de dados.

A sua missão – “tornar a produção de criptomoedas acessível a todos, independentemente da experiência, do valor do investimento ou das habilidades técnicas. Esperamos contribuir para o desenvolvimento da tecnologia de mineração, manutenção e desenvolvimento da moeda digital e da rede económica Bitcoin. A nossa equipa quer dar aos seus clientes a oportunidade de tentar ganhar rendimentos com a mineração”.

A mineração em nuvem oferece uma oportunidade única de entrada fácil, risco mínimo e custos associados com o apoio e serviço de equipamentos de mineração. Devido ao caráter complexo do processo de mineração, bem como à dependência de diferentes fatores (por exemplo, a complexidade em extrair o Bitcoin, taxa da criptomoeda, etc), é difícil prever com muita precisão a quantidade de pagamentos, mas a Hashflare tem por objectivo um ROI (Retorno do Investimento) anual, segundo a empresa, na ordem dos 200% para os seus clientes.

Consulte a seguinte ligação para obter mais informações sobre a HashFlare.

 

Visitar a HashFlare

 

Cloud Mining com a NiceHash

A NiceHash é o maior mercado de mineração de criptomoedas do mundo e foi criado com base no conceito da economia partilhada. Ao ligar vendedores e compradores numa escala global, a empresa desenvolveu uma operação permite aos investidores adquirir poder computacional para a mineração de criptomoedas. Criada em 24 de março de 2014, esta operação cresceu exponencialmente, juntando diariamente mais de 160 mil mineiros.

Neste momento a NiceHash apenas aceita Bitcoin com forma de pagamento.

Consulte a seguinte ligação para obter mais informações sobre a NiceHash.

 

Visitar a NiceHash

 

error: